Search
Close this search box.

Samsung vai eliminar trabalho humano em fábricas até 2030: O que isso significa para a indústria?

A Samsung planeja automatizar completamente suas fábricas de semicondutores até 2030, substituindo gradualmente a mão de obra humana por tecnologias de automação e IoT. De acordo com um relatório recente, a empresa está desenvolvendo o “Smart Sensing System” para melhorar o rendimento dos wafers de silício e mudar a forma como suas fundições operam.

Para alcançar esse objetivo, a Samsung está investindo em projetos de sensores inteligentes e monitoramento de visão computacional, com a expectativa de que o valor se pague a longo prazo, tanto no custo de operação quanto no rendimento de suas fundições. Este processo de transição é visto como um passo significativo em direção a uma indústria mais automatizada e conectada, impulsionada pela computação de borda e IA.

Big Data e IA em Processos Industriais

As empresas estão cada vez mais investindo em fábricas inteligentes e automatizadas, com processos de produção altamente eficientes e precisos. Para isso, é fundamental o uso de tecnologias como Big Data e Inteligência Artificial (IA) em escala.

Os sensores utilizados nos processos de produção são responsáveis por coletar grandes volumes de dados, que são processados por servidores de Big Data. No entanto, com o avanço dos processadores de servidores AMD e Intel, é cada vez mais viável trazer essas estações de processamento para a borda, ou mesmo instalações locais, auxiliados por IA embarcada.

Além disso, a IA também é utilizada para mapear rotas de robôs e identificar possíveis problemas de qualidade do produto, tornando todo o processo de automação mais eficiente e preciso. Com isso, é possível controlar a uniformidade do plasma em processos de alta precisão, como a fabricação de semicondutores.

A Samsung é uma das empresas que investe em soluções de borda para Big Data, visando aumentar a produtividade e reduzir o custo total de operação de suas fábricas. Eventuais quedas de conectividade podem afetar alguns aspectos de monitoramento e controle das fábricas automatizadas, mas não devem ter impacto nas linhas de produção.

Em resumo, o setor de IoT industrial é um dos que mais pode se beneficiar a curto e médio prazo das soluções de Inteligência Artificial em escala e Big Data. Com o avanço das tecnologias, é possível tornar os processos de produção cada vez mais eficientes e precisos, com maior controle de qualidade e redução de custos.

Foto: Jorge Duenes/Reuters

Vinicius Junior

Vinicius Junior

Entusiasta da comunicação, Vinicius é Analista de TI e colaborador na revisão dos artigos deste blog, os quais são gerados por IA.